sexta-feira, outubro 30, 2009

Halloween


Este FDS os gnomos, gremlins e outros capetinhas estarão por aí.

Duas andarilhadas sinistras e um detox segunda, quem aturar q siga.

Total HELL!

quarta-feira, outubro 28, 2009

Adjetivando



Estamos trabalhando. Aguarde.

O gerúndio é um pé nos ovos. Estamos resolvendo o seu problema. Do meu ponto de vista ele só está mesmo é AUMENTANDO. Estamos entrando em contato com o Sr. assim que possível. Detalhe, quem ligou fui eu! Poderia perder meu tempo aqui FALANDO de muitos outros exemplos, mas meu saco anda inflamado com outras duas coisas. Quem te responde PERGUNTANDO (geralmente POR QUE?) e os malditos adjetivos melodramáticos Made In Brazil.

Numa conversa pessoal, uma dúvida ou outra no discurso vá lá, mas perguntar toda hora o que se disse, confirmar coisas banais em redundância é claro desacerto. Incapacidade de se explicar, de se fazer entender. Entristece. Bola pra frente.

Com relação a adjetivações melodramáticas eu não preciso disso. Andam por aí com diferentes cores para o que é belo ou abjeto, o alto ou o baixo, vencedores e perdedores. Aquilo que importa acaba sendo diminuído neste raciocínio melodramático. O verbo, a ação é aquilo q transforma é ela q realmente importa. O Vencedor não interessa, o Vencer é q vale. Assim, o perdedor não precisa se preocupar além da conta pois o perder é o q vale. E no q diz respeito a evaporação de bacon. Perder é Vencer. Perder e vencer devem ser atitudes, uma vez impregnado deste sentido quem perde é aquele que vence e não ganha. Quem não ganha é o vencedor.

Ah sim, borboletas e kilos OFF?

Aos diabos que vos carreguem!

terça-feira, outubro 27, 2009

Pedra


É pedra de responsa!

Ela esta lá desde antes dos índios, e vai ficar lá muito depois de estarmos mortos e esquecidos como espécie. Caminhar até ela é uma ação direta por uma nova vida. Existem outras pedras por aí e isso garante q se pode exercitar com regularidade sem gastar muito.

Gosto de laços mas não de vínculos, se tiver de ir irei só.

O estímulo é se manter treinado para encontrá-las. Conhece-las. Quem diria que um dia iria lamentar conhece-las só agora? Merece-las passa por uma rotina de vida diferente da q eu levava. Isso motiva. Hábitos e respiração.

Essencial e só.

domingo, outubro 25, 2009

Metas, Métodos, Apostas e Vida q Segue B



FDS frenético, hj fui ate a Pça do Alto na caminhada de sempre, de lá encontrei o pessoal da confraria gastro e seguimos ate a entrada da estrada da Pedra Bonita, onde o pessoal salta de Asa Delta aqui do RJ. Daí subimos e fomos prum lugar sensacional. Vista top de linha. Subida exaustiva e portanto duplamente recompensadora.

O fim de semana foi muito bom em termos de evaporação de bacon, o fim do ano se aproxima e com ele o aniversario das minhas reconexões de entranhas. Preciso apertar o passo e caminhar na direção da minha meta ainda mais apressadamente, sem perder a consistencia.

Foi muito bom ter encontrado com pessoas em diferentes estágios da vida e da nova vida. A trilha serve de metáfora todos ali estão na busca de uma nova perspectiva, se esforçando com o q tem. Espero ver todos numa proxima oportunidade, o hábito é bom e dizem por aí q faz o monge.

Semana q vem repito a dose.



Desejo sem prática é falácia. Eu quero me manter nessa fuga.

sábado, outubro 24, 2009

Metas, Métodos, Apostas e Vida q Segue A


Hj fiz uma caminhada punk. Saí de casa (7:50) e fui a Lapa (13:40). Louco foi o itinerário. Uruguai, Cde de Bonfim, Lgo da Usina, Pça do Alto, Paineiras e finalmente Silvestre. Ali tem um businho 206-B q me deixou no Arco-Iris da Lapa, onde tomei um chá Lipton. Amanhã quero sair e voltar de casa a Pé. Passando pela Pedra Bonita. Se eu conseguir passo o roteiro.

Foram 4h de caminhada boa. Um suicida foi comigo. Treinamento de mendigo.

Do Arco-Iris fui ao Estúdio do Almeidinha, ele operou faz um ano, o cara ta muito bem. Chegou na meta e ta feliz. O que ele faz? O mesmo q eu? Longe disso. Ele continua comendo o q comia e bebia anteriormente, logico quantidades diferentes. Segue as orientações médicas, quase todas elas. Pratica academia antes de mim. Bem antes, eu so entrei agora no decimo mes.

Pois bem, o Almeida tá conseguindo tbém, aliás ja conseguiu, tá do outro lado do rio. Ver quem consegue dá um gás ferrado. Um amigo qdo consegue dá algo a mais, dá vontade de apertar ainda mais a pancadaria.

Outra coisa é saber q mesmo se eu abandonar este monte de regras q eu inventei pra chegar ate aqui, é possivel ficar onde o Almeida está. Logo não tenho opção a não ser um cadáver no rio ou me manter do outro lado dele. Qquer outra coisa é papo furado.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Normalidades


Cada dia q passa fica mais difícil saber o q é normal, qquer q seja o aspecto q se queira pensar sobre isso. Acho q a medida q o tempo passa, essa coisa de ser normal depende cada vez mais da aceitaçào de um nicho, de um bando de especialistas, do entorno enfim, fora de mim. É estranho. Pq numa época em q personalidade e atitude são qualidades desejadas, as pessoas necessitam de grupo, de aceitação coletiva. Total papo furado. Se o grupo está ruim, sempre dá para sair dele e procurar outro.

Nesse aspecto o gordo é um desterrado. Qdo está gordo é rejeitado como tal, murcho perde a graça e fica chato pra caramba com fome e efeito de bolinhas.

Novamente a condição mais particular ainda de ser um obeso cotó de estomago, as coisas podem ser ainda piores. Primeiro pq a intensidade de comer pra caramba na unidade do tempo se vai, com toda a certeza. Ele nunca mais será um velocista a mesa. Contudo pode desenvolver um repertório novo e virar maratonista. Continuará comendo muito aos bocadinhos. Hj eu sei q o macarrão q nào descia bem a pouco tempo atrás, hj com parcimônia desce bem mais tranquilo. Daqui pra frente isso vai acontecer com outros alimentos tbém. Tenho mais cagaço disso do q de dumping.




Ja comentei aqui sobre problemas com os pares, tenho muito cuidado em falar deles, afinal somos todos mais bacon q carne, tudo a mesma porcaria. Todos achamos q estamos mais certos q os outros, q um emagreceu rapido demais, ou q ainda está gordo. Q fulano é louco, beltrano preguiçoso e comilão. Aquele lá nem parece q operou, o outro emagreceu demais. Virou anoréxico, bulímico ou ficou viciado em alcool, ginástica ou compras. Aquele ali está bem, mas trocou a esposa companheira por uma cabrita. Zoófilo o maldito. Com cores fortes e sem olhar pra genero, a piada diminuiria e o panorama continuaria estranhamente real.

Tudo é estranhamente intenso no mundo obeso, do sedentarismo total a vida de atleta, assim em 2 dias. Incorporar bons hábitos a fórceps, pra depois amaldiçoa-los e profetizar aos 4 cantos q ja fez tal coisa e nào deu certo. O mundo das individualidades, pois cada um é de seu jeito, é de uma mesmice a toda prova. Os próprios médicos e profissionais da área são culpados disso, ou sào empolados demais explicando suas técnicas, justificando suas consultas, ou mesmo com medo de bater de frente com clientes obtusos q fazem consulta via orkut.

É dureza admitir q o protocolo desta operação é made in USA, q a tropicalização deste protocolo se adequa apenas na tradução dos procedimentos e na esculhambaçào da clientela. Parece ser muito difícil para todos nós criaturas ricas em bacon e voracidade, admitir q isso é incurável. Isso a tal da obesidade. Mesmo os q emagrecem, são apenas os melhores dos amaldiçoados. O karma está ali, latente esperando na próxima esquina.

Portanto, o normal é a maldição, reduzir danos pode ser uma abordagem, mas a forma de encarar este problema é estabelecer uma outra forma de vida. É duro, difícil e sinceramente, instável a toda prova.

Um novo normal deve ser estabelecido e seguido. A menos q o normal seja ter 150 Kg, aí é fácil. Complicado é alcançar e manter 90Kg.

terça-feira, outubro 20, 2009

Ciclotimia



Uma coisa q faz parte do universo compulsivo são as idas e vindas do humor. Geralmente carregadas de tinta, indo e vindo de cores alegres as trevas absurdas da autocomiseração. Em tempos idos a resposta a esta senóide de emoções terminavam num prato forrado de comida. E agora?

E agora é ter consciencia destes estados e tentar segurar a onda ladeira abaixo ou dar um gás morro acima. Diversificar as respostas tbem fazem parte. Saber tbem q estes estados não são perenes. Tanto para o bem qto para o mal. A vontade de sair pra andar ou de comer devem ser observadas sempre q forem desmedidas por exemplo.

Perder a mão nesses casos é muito fácil. E ai a gente mete os pés pelas mãos. As consequencias? De varias gradações tbém. Dores no corpo, preguiça no caso da caminhada. Desconforto, entalos, vomitos, depressão e revolta com o estomago pequeno no caso da comida. Em tese, a consciencia do corpo é necessária na vida pós gastroplastia.

As rotinas são tão importantes qto suas quebras, soluções melodramáticas geralmente trazem felicidade momentanea, mas possíveis problemas a medio e longo prazo. As soluçoes auto consistentes nem sempre são as mais interessantes, mas são elas q no dia a dia fazem a diferença. Dias especiais são exceção. Ou vc quer comemorar aniversário todo dia?

sábado, outubro 17, 2009

Alto da Boavista



Sem dúvida nenhuma subir o Alto da Boavista é o melhor hábito q mantenho como atividade física. Subo lá e volto bem. Sei q detonei umas arrobas, queimei banha, aumentei o VO2, enfim cumpri a missão do dia.

Mas o Alto vai além, muito além disso. Já me perguntaram se eu vou enjoar da subida. Q eu poderia acostumar e daí entrar em rotina e encher o saco. Acho mais fácil o Alto enjoar de mim e aos poucos não me deixar caminhar morro acima. O Alto é um aprendizado.

A gente ta sempre querendo o melhor, subir com tempo bom. Esse bom não é muito quente, nem muito frio. Ventania nem pensar, tem q correr uma brisa. O sol tem q estar na medida, nem esturricando, nem encoberto. Chover nem pensar. O tempo e suas condições devem ser perfeitas. Pois bem, assim eu acho q é possivel subir lá umas 3 vezes por ano. Se vc quer subir o Alto, seja escolhido, seja merecedor. Se ficar de quá quá quá, sugiro ir para Patópolis e caminhar com o Donald.

O Alto é duro, tem as estradas velhas q sào ingremes, o ar é bom, mas nas pricipais tem trafego, e um 233 pode passar queimando diesel. Motoristas mal educados, cachorros vadios, despachos, urubus e entidades urbanas. Algumas curvas com cheiro de podre, depois clareia e o céu azul com a floresta. Cheiro de mato.



A chuva, o frio, testam nossas defesas. Aumentando-as. Resistencia e endurancce. O Alto afia nossas facas.

Fim de tarde, escurece qdo a gente não espera. Chegar na Pracinha é sempre reconfortante, missào cumprida. É ir ao postinho e beber um café de maquina, desce como iguaria. A volta é rápida morro abaixo. Logo o Largo da Usina, Cde de Bonfim, Uruguai e estou em casa novamente.

Suor e bacon pro céu. Obrigado Alto da Boavista.

quinta-feira, outubro 15, 2009

Curtas e Cotidianas

To tentando me adiantar. Amanhã terei um mes para minha próxima consulta. Como já disse aqui, quero evaporar um bacon forte pra este encontro. Não é fácil. To acordando mais cedo, tocando o barco e no fim da tarde saio pra caminhar. A volta vou direto puxar pedra com os cabruncos.

É importante tbém apertar a dieta. Malhar é queimar lenha, sem combustível não rola. E não é magia, a fome é real. Qualidade tem q ser prezada. Whey ajuda a recuperar, sem ele no dia seguinte vc fica de pneu furado. Tbém é bom prestar atenção em porçoes de frutas e barras de cereal, eu uso aquelas duras, uma q parecem um torrão de granola. As molinhas tipo Trio eu enjoei. Frutas nada de especial, é de sacolão mesmo, banana, mamão e maçã. Sopa sempre tem, geralmente monolegumes com ervas. Baroa com alecrim ou manjerona. Nhame com chimichui (mistura de ervas com pimenta e alho). Feijão sem gordura. Peixes e camarões. Café com queijo. Ninguém morre com isso ai em cima não. Para arrematar o centrum pela manhã.

Além disso ler um livro legal também ajuda. To atras do povo beat.

O trem partiu e não para até chegar em seu destino.

É capa ou necrotério!

segunda-feira, outubro 12, 2009

Ofensas anônimas



Todo gordo q se preze já foi insultado anonimamente. Seja na rua do cabrunco do ônibus, até de gente blasee em cinema fresco em Botafogo.

Lembro das vezes q tentei caminhar pela manhã nas fases ultra obesas. Me preparava, levantava pouco antes das 5h da manhã e saia pra dar uma volta no Maraca, caminhando com 10 minutinhos vinham o suor e a bufação, sempre tinha uma maldita Kombi q puxava o bordão comum: Ae Gordão! Depois disso a vontade baqueava, mas a gente prosseguia. O dia ia clareando e as coisas aumentavam: ANDA GORDO!, TÁ FININHO HEIN BOLÃO!, TÁ ADIANTANDO NADA NÃO, CHUPETA DE BALEIA! Já voltando pra casa, morto de cansado, a dúvida do sucesso se transformava em certeza do fracasso. Tomava um banho, pegava o carro e ia fazer compras no supermercado aqui ao lado de casa, coca-cola, sorvete, carne, pães, queijo, farinha e arroz. E em tres garfadas iam embora o esforço do dia.

No dia seguinte, dores no corpo e medo das ofensas, aí era ficar em casa mesmo comendo.

Fim de semana, rolava aquela vontade de ver um filme, sim pq ver filme é no cinema, no início mesmo pesadão ate arriscava um cineminha zona sul comum, mas ai vc começa a rasgar os bolsos laterais, sim calça de gordo só tem bolso faca. Aqueles q insistem em entrar no braço da cadeira, lógico q rasgando.
Gordo entregue tem roupa de sair e calça de moletom pra trabalhar. A calça de moletom é símbolo de entrega a escala sobre humana. Dureza. Vc entra numa fase em q 5Kg não valem quase nada. Engordar 5Kg, normal. Evaporá-los? Como? Pra q? E assim o ciclo vai crescendo.

Em breve, cinema só os da barra, multiplex cadeirão, sessões pouco concorridas e dali o abandono tbém. E daí o loop da desgraça.

Uma vez quebrado este loop, pra q se arriscar a entrar nele novamente?

Acho q pra evitar estas tentações do dia a dia, basta lembrar de alguns eventos ou de uma calça de moletom, preta e fubenta. Ela tá lá me esperando. Só posso me afastar dela, um dia de cada vez.



Ofensas anonimas me interessam.

domingo, outubro 11, 2009

Esculhambar e Reconstruir

É um ciclo natural para crescimento pessoal e uma boa dieta. Sim, primeiro pq qdo a gente paga de sabichão cai do cavalo numa hora q não devia. Dieta com resultado passa por catabolismo e descoberta de novos menus. Há q conhecer novos rangos, novos hábitos. Há q esculhambar uma tradição que quase sempre é uma coisa só da cabeça da gente mesmo.



Tenho gostado desta fase de andarilho, quase mendigo. Meu rango é frugal, geralmente minhas refeições agregam um legume com uma leguminosa, num outro momento rola o luxo de um Whey, mais tarde café com queijo. Sucos e refrescos. E só.

Agora q descolei uma academia vou honrar aquilo lá, mas confesso q subir o alto é muito mais efetivo e prazeroso. Perdendo aí mais uns 10Kg, pretendo começar a treinar a correr de verdade. Bicicleta é bacana, mas só ano q vem.

Acho importante essa busca por novas verdades, daqui a pouco elas se dogmatizam e precisarão ser detonadas, contudo sem retrocesso de voltar a vidas falidas do passado.

To na caça por coisas novas, ao menos para mim, isso é complicado e nem sempre conclusivo. Iniciativas dolorosas sempre rolam nessas horas. O q interessa é não dar bobeira na beira da estrada e ver o comboio passar.

sábado, outubro 10, 2009

Chuva, frio e vontade

Hj algumas pessoas se reuniram para um encontro saúde. A idéia seria uma caminhada nas Paineiras. A semana toda choveu muito. Hj não eram diferentes as previsões.

Resolvi q subiria de qquer maneira, e acordei só pra confirmar isso mesmo. Saí de casa 7:50h as 9:15 eu estava na Pracinha do Alto. O pessoal chegando e a chuva apertando.

Resolvemos papear, café, agua de coco e banana no menu. Quase na hora de recolher, a chuva deu uma parada. Entramos na Floresta da Tijuca e caminhamos uns 20 minutos ali dentro. Com as chuvas a cascatinha estava "frenética".

São coisas assim q marcam, disposição e solidariedade. Muito legal o encontro.



Obrigado a quem esteve por lá, tenham certeza q a possibilidade do reencntro é motivador para continuar na fuga da gordolândia. Saúde e Paz!

sexta-feira, outubro 09, 2009

Política de Bola 7

O lance de encarar o obeso como minoria me enche o saco por uma série de motivos, mas o mais complicado é o fato de q para cada minoria a gente abrir um aparato político q em terras tupiniquins se transformam em cargos, gabinetes, secretarias e até mesmo ministérios. Se já sou completamente contra a política de cotas raciais, imaginem a conversa furada de carteirinhas para gastroplastizado pagando meia em restaurante.

Será tão difícil notar q para cada diferenciação existe um preconceito? Q essa conta é conservativa e sempre fecha? Ou seja, se existe desconto aqui, existe um aumento acolá. Neste caso literalmente, não há almoço gratis mesmo. Além disso, há uma contradição no mínimo curiosa. O obeso q opera o estomago, o faz para emagrecer, pois irá comer muito menos. Depois de recuperado da operação, ele reinvindicar desconto para voltar a comer em restaurantes a la carte é paradoxal. Existe sempre a opção de dividir o prato com alguém, não? Ah foi sozinho? Ainda?



Outro papo q vejo por aí é a platforma de operação bariátrica para o povo. Essa merece atenção. A obesidade já é epidemia em nosso País. Ela veio com a melhora economica das classes C, D e E. Que assim como o aumento de carnês das casas Bahia, consomem traquinas, fofuras e outras combinações escravizantes de gordura com açucar e farinha. Doenças e estupidez graçam num terreno de falta de educação e saúde.

A obesidade é um mal isotrópico, ele independe de condição social, sua causa primeira é baseada semplesmente em soma e subtração. Mas onde não há apoio de merthiolate e gaze, como discutir um procedimento de atendimento pessoal, interdisciplinar q deve ser acompanhado intensamente no primeiro ano de operado e depois pro resto da vida? O drama de um diabético no SUS ou de um nefro, um hemofílico me fazem pensar. Pensar é um bom exercício tbem para tirar a fome.

Pessoalmente acho q está tudo errado. Sei q a bandeira da utopia de uma sociedade justa e equalitária esta há muito esquecida no fundo de uma gaveta de armário velho em um sótão por aí. Não podemos cortar as bandeiras de reinvindicação de Educação e Saúde em pequenas flâmulas e segmentar ainda mais nossas aspirações. O status quo adora essa divisão. Dividir e conquistar é receita ancestral.

Também vejo esse papo todo de minoria com muitas restrições. No final elas não tem memória, querem apenas serem aceitas de acordo com suas características. Além disso, oprimir e discriminar parece ser um esporte mundial, uma condição quase q genética, sempre um humano está disposto a sacanear outro humano. Existe prazer, existe vilania. sempre. Não acredita?

Tente virar vegetariano e explicar isso a alguém.

Sun Tzu, o bife e a fome

Sun Tzu é o suposto autor do maior compendio de estratégia militar de todos os tempos. Em suas páginas é um "tudo o q se deveria saber" para vencer uma batalha. Não sei se é verdade, mas depois muita gente ganhou grana com a Arte da Guerra. Adaptações para o mundo corporativo, o jogo amoroso entre outras aplicações diretas foram reescritas e ganharam grana. Segundo a lenda até mesmo Edmundo leu este livro. O q digamos, por si só transformaria este lançamento editorial de 2500 anos num fenomeno.



Alguns fundamentos do livro são bem interessantes, o cara para vencer uma batalha tem q ter logística, conhecer a si e seu adversário muito bem e saber que em uma situação desesperadora se luta desesperadoramente. Um bom general tbém deve estabelecer uma causa moral dentro de seu grupo de comandados. Há outros conselhos menos nobres, uso de blefes e espiões, entre outros.

Acho q emagrecer tem uma gde correlação com uma batalha, sendo o gde problema o inimigo sermos nós mesmos. Qdo isso é sacado, dá um exemplo claro de q conhecer a si próprio uma hercúlea tarefa. Poucos o conseguem.



Eu sempre inventei uma série de subterfúgios para adiar uma boa ginástica e uma dieta. Pra começar as duas deveriam ser concomitantes, dieta exigia uma série de produtinhos e invariavelmente umas bolas. Ginástica, tenis, academias, roupinhas, aparelhos, horarios. Tudo deveria rolar em coincidencia. Ou não começava, ou caia em pouco tempo.

Manter as duas pontas, ginástica e dieta, junto com o acompanhamento médico é o tripé q vai me ajudar a seguir na estrada infinita desta fuga. Aos poucos rola tbém uma certa responsabilidade de grupo e, pq não, uma certa competição. Sim. Existe uma responsabilidade coletiva, afinal somos gordos marcados por livre arbítrio. Podemos nos reunir para lamentar bolas fora, chorar pitangas, comer a rodo e tbém caminhar e nos ajudar neste caminho eterno pra fora da gordolandia.

A tal rede social, tem q ter valores além do disse me disse. Esse valor tem q ser pregnado por esta causa moral, q começa individual, mas q pode ser comunicada ao coletivo. Acho q a parada é essa, emagrecer e se manter. Escorregadelas e pequenas paradas são esperadas, mas se tiver desejo e apoio aqui e ali, a caminhada pode seguir num ritmo bom.

Dieta, exercícios e algum suporte externo abastecidas por vontade e atitude. Acho q isso é base pro combustivel de fuga da gordolandia.

quarta-feira, outubro 07, 2009

Hematócrito, B12 e outros parametros sanguíneos


Eu ja coloquei alguns vídeos no blog com coleta de sangue, para exame. É uma rotina nessa vida de cotó de tripa.

Hematócrito para um imbecil como eu entender é a medida de qto ralo está o seu sangue. Meu último exame indicou 42,1% (ideal entre 40 e 54%).

A Glicose é o açucar no sangue. O cérebro funciona com glicose, pouco vc fica catatônico, muito diabético. A minha atualmente anda a 87 mg/dL (ideal entre 70 e 99 mg/dL)

A Insulina é o regulador de açucar no sangue, a chamada glicemia. A minha atual é de 6.8 mcU/mL (ideal para quem tem glicose ate 99 mg/dL e IMC abaixo de 25 é de 2 a 13 mcU/mL)

O Colesterol é a banha no sangue. Banha é energia estocada, serve de lenha pra musculatura e pra passar no pão. O meu colesterol total está em 124 mg/dL (ideal inferior a 200 mg/dL)

O triglicerídeo é outro lixo no sangue. Se alguém entender me explique, sei q tem de estar baixo, o meu está em 65 mg/dL (ideal é inferior a 150 mg/dL)

Outra medida q importa é a B12 (cobalamina), é importante pra não ter de tomar injeção, a minha está em 393 pg/mL (ideal entre 180 e 914 pg/mL).

Se vc é um apedeuta como eu, vale a pena clicar nos links e saber um pouco mais sobre estes parametros sanguíneos. Senão fica meio idiota, ir ao médico, tirar sangue, pegar resultado, levar ao medico, ver ele fazer uma cara ou duas, dizer alguma coisa e daí voltar pra casa.

Vale tbém lembrar q o gde problema de uma dieta estritamente vegetariana está na vitamina B12, ela entra no sistema via alimentos de origem animal ou por meio de suplementação oral ou agulhal.

Eu tomo whey.

terça-feira, outubro 06, 2009

Minoridades e Incongruências

Obesos seriam minorias? Acho q gostariamos de ser, justificamos nossas misérias com argumentos complexos, evocamos a psicanálise, a psicologia, a morfologia, genética, os dias de hj e as loucuras urbanas entre outras tantas razões. Ok, mas no fim o fundo é aritmético, todos sabemos disso. Queremos comer gostoso, bastante, muito, mais um pouco. Não gostamos de ginástica ou exercícios, descolamos atalhos, subterfúgios. Nós procuramos uma opoertunidade alegre ou triste para enchermos o pandú. Abarrotados, nos sentimos amados, queridos, aquecidos, compreendidos. Pelo menos até a próxima digestão completa. Ignoramos tudo, da diarréia ao refluxo, dos avisos de amigos, familiares e médicos.



E o gastroplastizado? Cotó de bucho é uma pseudominoria tbém? Dentro deste raciocínio é um caso de dupla infelicidade. Fica numa quarentena pós-cirúrgica, mingua, murcha, alguns até arriscam um passo pra fora do gueto, compram roupas, aparam as carnes. Se sentem melhor, mas no fundo a vontade de comer e se aquecer no colchão de banha eterno ecoa em sua cabeça.

Dentro deste espectro, eu quero me colocar como andarilho, quase como um mendigo na estrada infinita de saída da gordolandia. Eu penso sim na vida antiga, afinal foram 40 anos indo e voltando, vinculados a momentos de felicidade e nostalgia, churrascos de vitória, sorvetes de derrota, coca com sanduba de mortadela na volta da praia. O rango por telefone em dias de preguiça, os restaurantes com trimilique em dias de aumento de salário ou festas com amigos. Festinhas com docinhos infantis, pele de porco com cerveja dos amigos. Azia. To trocando tudo isso por novos hábitos, reconhecendo q esse troço anterior era bom, mas com um preço impagável. O desafio é manter a felicidade a mesa, fora dela, e nela com rangos mais naturais, menos instantaneos.

É até engraçado ser recriminado por pares q deveriam buscar isso tbém. Mas as vezes é mais fácil ter apoio por sair da dieta, do q descolar uma dica nova para se manter nela. Irracional? Normal, talvez aí esteja um traço de minoria na gordolândia. Afinal, toda minoria tem seu código de conduta e sua ética bizarra. No caso do obeso, tá mais fácil justificar fritura a exércicios regulares.

A hora de emagrecer é agora, se manter em dieta é a única meta, q nào pode cair caso ocorra um vacilo aqui ou ali. A dieta q começa segunda é o mito, assuma entào q todo dia é segunda.

Mesmo aos domingos.


segunda-feira, outubro 05, 2009

Sonhos e o aprendizado da capacidade de voar B

Os caras do chão sabem voar? Se sabem tranquilo, batem de frente com o voador e ta bacana. Senão podem ser subjugados, espancados, sofrerão as consequencias. Ok. Roteiro de ação.

Mas e se o cara q voa, chega e resolve dizer q os caras do chão tbém podem voar? Os caras do chão tão ali, a 30 e tantos anos vinculados a terra, é uma ofensa o voador dizer isso. Pior, se o cara q voa fala pros caras do chão q eles sempre puderam voar, bastariam prestar uma atenção maior a si próprios, ao entorno e seguir algumas regras.



Se os caras do chão são insanos, ou rebeldes seria hora de reafirmar o ressentimento, se possível matar o voador e aí o segredo de voar terminaria ali. Mas não, seria legal terminar assim. Os caras do chão escutam o voador. Ele diz q as regras são simples, uns exercícios aqui, uma dieta ali, bons hábitos acolá. Os caras do chão riem. O que voar tem com o q se come? Voar é magia, são algumas palavras, uma conjuração de demonios ou anjos, uma poção, voar não tem nada com ginástica, comida ou educação ambiental.




.

O voador explica mais uma vez, os caras do chão vaiam, mandam o voador a merda, este finalmente perde a paciência e manda os caras do chão se danarem, se concentra, olha pra trás. E sai andando. Os caras do chão não merecem nem ver o voador decolando novamente.

Fim? Talvez....

Sonhos e o aprendizado da capacidade de voar A


Eu fui outro dia no seminário de um gde cineasta e entre outras experiências de vida, ele contou de sua incrível atenção devotada aos seus sonhos. Dos sonhos de seus filhos e agora os sonhos de suas netas. Depois ele disse q a vida era em vídeo e o sonho em 35mm e começou a falar de fotografia digital e tradicional. Na hora, o fluxo me levou na direção de uma bela introdução ao tema.

Hj no entanto, eu acordei logo após um sonho com ponto de vista na primeira pessoa. Era um cara andando na rua com uma calça jeans, bota amarela e camisa branca. Vinha andando apressado, de repente saltou e começou a voar. Do chão dois carinhas olharam e chingaram o cara, algo tipo "voa viado!". Pois bem, o voador aterrisou e partiu pra dentro dos dois boca sujas. Aí eu acordei. E meio q fiquei naquele terreno maravilhoso entre preguiça e sonho. Conectei com a introdução do cineasta de outro dia e fiquei pensando na conclusão desse roteiro. Quem desafiaria um cara q pudesse voar?

Sim, fiquei pensando nisso. Nos dois caras do chão. Afinal a menos q vc voe também ou seja um inconsequente q vc chamaria de viado um cara q voasse. Sonho é maneiro por isso, é um exercício de roteiro, pq pode ser um fragmento muito maluco, sem início ou fim, e vc por condição genética tentará colocar algum sentido, no q pode pode ser um pilates cerebral ou mensagens do além.

Fiquei pensando nos caras do chão enquanto fazia meu café da manhã, na geladeira tinha uma abóbora de sexta passada, virou sopa, amassada e com mais água um pouco de sal e chimichui e lógico, um café expresso fraco. Os caras do chão nào saiam da minha cabeça, porra rebeldia total desafiar o poder de quem voa. Estranhamente o meu sonho em primeira pessoa, deveria me identificar com o cara q voa, mas ele não me disse nada.

Será q os caras do chão sabiam voar?

Continua qquer hora....

Hj começa a fase de maromba de aluguel, wish me luck!

sábado, outubro 03, 2009

O melhor pode sempre piorar o possível

Eu estou pescadoriano. Tbém bebo leite, iogurtes e como queijos. Ovos eu evito por baterem mal. Mas to há um ano sem pães, bolos, biscoitos e bebidas com bolhas. Pretendo evoluir e tirar o glúten da minha mesa. Isso implica em retirar mais coisas da minha carteira de alimentação, barras de cereal, aveia, empadinhas e ate mesmo alguns requeijões. Evito, mas ainda não encerrei a entrada destes lances em meu sistema.

Hj eu completo um ano sem comer carne de bicho q anda, bois, porcos, galinhas e patos agradecem. Coelhinhos tbém.

Comer é uma necessidade de primeira espécie, por isso q eu realmente acredito q a fuga da gordolândia é um saco sem fundo. A operação sem dúvida foi uma bela turbinada, mas nada impede a gente de perder o rumo, se perder e depois voltar de onde partiu. Acho q a minha chance de me manter seguindo adiante nesta estrada, são estes vínculos mesmo.

É fácil demais esculhambar o bom, justificando isso por não alcançar o melhor. Sim, alguns subterfúgios são usados, um deles é o bom biscoito de polvilho, cheio de ar, vc pode encher uma cumbuca e revisitar o velho hábito baleia, comer diante da TV, ruminando alguma coisa. Com calma, dá até pra beber um café, ou um refresco de cajú. Sim aqueles concentrados de garrafa. Aqui perto de casa não tem cajueiro. Haja estabilizantes, acidulantes, conservantes e outros antes da vida.

Agora to atras de preparar umas receitas sem gluten, slowfood total, com risco de ficar uma bomba, mas e daí? Dessacralizar a coisa passa por vc colocar a mão nela.



Hj fiz avaliação física, segunda inicia a fase com maromba de aluguel. Vamos ver no q isso me adianta pra próxima consulta. Nào acreditem se eu não emagrecer, gordo q maromba, engorda e vem com o papo furado de trocar banha por músculo. Nào rola, tenho q murchar, evaporar banha. Se der pra encaroçar um muque beleza. Mas prioridade é enxugar a banha.

Ah sim, entrei na loja e as calças 50 já podem ser compradas. Mas por enquanto eu quero mesmo é apertar as antigas. Até pq o objetivo é ficar confortável com 46/48 e poder comprar qquer roupa q eu quiser. Principalmente aquelas de 19.90 na CityCol.

Gde abraço e bom FDS! As subidas ao alto não terminam. Pelo contrário, elas vão aumentar em frequencia e velocidade.

sexta-feira, outubro 02, 2009

Fogo Amigo


Uma característica perigosa de todo gordo é fazer troça de si mesmo. É uma oscilação entre a auto destruição e a auto comiseração com espírito de Bergerac no meio.

A gente se zoa, ri das piadas q fazem com a gente, fica puto, se lamenta e depois vai comer banha com açucar escondido de todo mundo, menos de si mesmo. Ë uma coisa insana mesmo. É um erro seguir nesta seara.
Esperar ajuda de fora tbém é roubada, a energia principal nessa mudança é interna, se vier de fora, tenha certeza, na hora q vc mais precisar ela falha. Além disso, o q vem de fora quase sempre é espúrio.
Os circulos sociais obesos se caracterizam por choramingo e chacota -1 (menos um) o um q falta sempre é zoado. E viva a paranóia. Quando eu sou o menos um rola algumas dessas ai...

-- O Túlio não pode operar ele não tem disciplina
-- O Tulio não pode operar é gordo demais
-- O Tulio não pode operar ele é retardado e mora sozinho
-- O Tulio operou. Como pode né? Também tava gordo demais.
-- O Tulio não vai conseguir emagrecer muito
-- O Tulio vai dar muito trabalho ao médico dele
-- Vegetariano, o Tulio é vegetariano. Gastro vegetariano não se sustenta. Vai engordar tudo de novo
-- Nossa ele tá bem magro, mas também sozinho é facil. Quero ver daqui a 2 anos.
-- Oi Tulio, já tá bom por aí né? Pode parar. O que? Vc quer perder mais 30 Kg? Vc ta louco? Vai ficar horrivel!

Pois é facil apostar contra mim, a meu favor q é foda. As vezes nem eu aposto. O q me estimula é a nóia e a vontade q eu tenho de apaziguar meu Pai. Com certeza.

Hj eu aposto em mim.

quinta-feira, outubro 01, 2009

Dúvidas freqüentes sobre alimentação vegetariana


Quais são os benefícios da alimentação vegetariana (vegana)?
A dieta vegetariana pura ou restrita a alimentos de origem vegetal é a melhor forma de suprir as exigências de um corpo saudável. Para funcionar adequadamente, o corpo necessita de vários elementos, mas o oxigênio, a água e o açúcar são essenciais para sua sobrevivência. Portanto, a dieta vegetariana pura é a fonte dos carboidratos de origem exclusivamente vegetal que fornecem este açúcar: a glicose. Ricos em água, vitaminas e sais minerais, estes vegetais associados ao elevado consumo de oxigênio de uma atividade aeróbica, são a receita para uma vida saudável.

Se eu me alimentar apenas com vegetais, vou ficar fraco?

De forma alguma! O maior reservatório de energia no corpo se encontra nos músculos. Eles são os maiores consumidores da glicose oriunda da dieta. O volume desses reservatórios é diretamente proporcional ao volume de atividade física de cada um e da sua ingestão de energia: carboidratos. No entanto, ao migrar para um regime totalmente vegetariano, o corpo pode sentir provisoriamente a falta do estímulo proporcionando pelos alimentos de origem animal; é como parar de fumar ou de beber café de repente, de uma hora para outra. O corpo pode levar um tempinho para superar esta dependência.

É possível obter proteínas suficientes numa alimentação vegetariana (vegan)?

Estudos demonstram que uma dieta vegetariana com quantidade suficiente de energia para o corpo é capaz de suprir suas necessidades protéicas. Ou seja, os alimentos que haverão de suprir a demanda energética têm proteínas suficientes para a renovação diária necessária ao corpo. Além disso, uma dieta rica em energia é capaz de poupar a demanda por matéria protéica.

Quanto de proteína precisa ingerir uma pessoa adulta que trabalha e realiza algum tipo de esporte 2 ou 3 vezes por semana?

Entre 0.5 e 0.7 g por quilo de massa magra: a massa total subtraída da massa gordurosa. Uma dieta vegetariana pura com o aporte calórico adequado é capaz de suprir amplamente esta necessidade.

Um atleta profissional pode ser vegetariano (vegano)?

A dieta vegetariana pura é indicada para todos, especialmente aqueles que consomem muita energia por intermédio da prática regular de atividades físicas. No mundo dos esportes, há um grande número de atletas que aderiram ao vegetarianismo. Ninguém, especialmente um atleta, pode desprezar sua necessidade de um consumo elevado de carboidratos.

E a vitamina B12? Como os vegetarianos (veganos) resolvem esse problema?

A vitamina B12 é suplemento normalmente encontrado nos alimentos enriquecidos como os cereais matinais, ou por meio de cápsulas. Uma vez que as nossas necessidades diárias de vitamina B12 são bastante reduzidas, pode-se optar por uma reposição eventual que preencha os reservatórios do corpo.

Por que não existe vitamina B12 nos vegetais?
A vitamina B12 é produzida por algumas bactérias que muitas vezes não mais habitam os alimentos vegetais fornecidos, apenas os animais. No entanto, se você tiver uma horta e utilizar adubo orgânico, você provavelmente irá colher vegetais ricos desta vitamina.

O que o vegetarianismo tem a ver com o ambiente?
Tudo! Estudos indicam que a dieta vegetariana é a melhor forma de reciclagem de elementos e energia necessários para a sobrevivência do nosso planeta. As árvores, por exemplo, não apenas consomem o dióxido de carbono produzido, bem como produzem através da fotossíntese, o oxigênio e a energia necessários para nossa sobrevivência. As árvores também reduzem a temperatura na Terra e cada uma delas é capaz de produzir centenas de litros de água por dia.

A alimentação vegetariana poderia resolver o problema da fome no Brasil? Como?

O plantio de vegetais produz grande quantidade de água, oxigênio, vitaminas, sais minerais e energia por metro quadrado. Em uma mesma área, a pecuária consome grande quantidade de água, plantas, oxigênio e alimento. Mesmo a quantidade de proteína vegetal produzida na agricultura, é inúmeras vezes superior á animal, por metro quadrado de área pecuarista. Isto poderia resolver o problema da fome em todo o mundo.

A alimentação vegetariana restringe o cardápio?

Uma alimentação vegetariana pura restringe o consumo de alimentos de origem animal apenas. No entanto, amplia o consumo de diferentes tipos de grãos, frutas, vegetais, raízes, nozes, castanhas, etc.

Dietas vegetarianas mistas (ovo + leite etc.) são sempre saudáveis?


Hoje em dia, a industrialização desenfreada sufocou a produção artesanal de produtos animais, e isto gerou enormes problemas para o planeta e para a humanidade, afetando o meio ambiente e os alimentos. No entanto, devido ao seu maior teor de gorduras, os alimentos de origem animal são um grande receptáculo de toxinas insolúveis na água do corpo, a gordura e essas toxinas não habilitam estes alimentos como saudáveis.

Quais são os benefícios da alimentação vegetariana para uma pessoa que esteja convalescendo, por exemplo, depois de passar por uma cirurgia para retirar um tumor cancerígeno nos rins (ou outro órgão)?


A alimentação vegetariana pura fornece água, energia e vitaminas importantes como a C, mais do que indicada, para a recuperação de tecidos no corpo. Além de tudo, é uma dieta desintoxicante e anticancerígena.

É possível a um vegetariano alimentar-se num restaurante comum?

Sem dúvida! Na realidade, a grande vedete da alimentação vegetariana é o seu baixo teor de gorduras e toxinas. Portanto, além dos alimentos de origem animal, também deve ser evitado o consumo de elementos calóricos como o açúcar, o álcool e as gorduras como óleos, azeite e frituras.


Crianças podem ser vegetarianas sem prejuízo para o seu crescimento?
Para responder a esta pergunta precisamos apenas analisar o melhor alimento criado para as criancinhas: o leite materno. Ele contém água, vitaminas, sais minerais, energia sob a forma de lactose, e bem pouca gordura e proteína, algo em torno de 6% do seu volume calórico total. Portanto, a composição do leite materno se assemelha muito à de um alimento de origem vegetal, rico em carboidratos, com baixo teor de gorduras e proteínas. Se o aporte energético em calorias for adequado à fase de crescimento da criança, ela poderá ser vegetariana sem prejuízo nenhum.

Como se faz a transição para uma alimentação vegetariana?
Depende muito de cada um. No entanto, recomendo associar a nova dieta a um programa regular de atividade física visando à elevação natural das reservas energéticas dos músculos, além de proporcionar uma distração para a eventual dependência dos alimentos de origem animal.

Quais são as vantagens da alimentação vegetariana em relação à dieta ovolactovegetariana?

Bioquimicamente falando, dieta vegetariana é uma só, a pura. Ovos, leite e seus derivados têm desvantagens semelhantes às da carne. Muitas vezes, uma dieta ovolactovegetariana pode conter mais gordura e toxinas do que uma dieta com pouco filé de peixe e muitas frutas e vegetais, sem ovos, leite e derivados.



Quais são os equívocos mais comuns a serem evitados por quem começa a praticar a alimentação vegetariana?
Acreditar que a alimentação é a solução para tudo. Um estilo de vida saudável consiste na prática de diversos hábitos, como por exemplo, dormir e acordar cedo, ter um elevado consumo de oxigênio através da prática regular de atividades aeróbicas, bom humor e relacionamento, abstenção do álcool e do tabagismo, boa educação e falta de preconceitos, controle do apetite, espírito solidário, tudo isso é importante para a saúde de alguém e de uma sociedade.

Os vegetarianos precisam fazer exercícios? Por quê?

Uma das grandes vantagens da dieta vegetariana é o aporte de energia sob a forma de carboidratos, o que favorece tremendamente a prática de atividades físicas. Sem o exercício, o corpo deteriora e até mesmo engorda e envelhece, mesmo das dietas vegetarianas.

Como seria o cardápio típico de um dia para um vegetariano (vegano)?

Para a refeição da manhã, existem diferentes tipos de grãos e raízes, como por exemplo: aveia, centeio, trigo (pão ou até mesmo massa), milho, arroz integral, grão-de-bico, soja (pasta ou tofu), batata, inhame ou aipim, acompanhados de frutas frescas e secas, nozes e castanhas.

Para o almoço, há uma enorme variedade de verduras e legumes acompanhados de grãos, como feijão, ou funghi seco com a sua consistência similar à da carne; risoto ou massa integral de funghi, kibe de forno, lasanha de berinjela, etc.

Pode-se incluir um lanche de frutas mais tarde e um jantar leve, tipo ceia, antes de dormir: uma simples salada e sopa de vegetais ou raízes como batatas assadas ao forno com tomate seco e alecrim, por exemplo.

Dr. Rogério Frossard Médico Nutrólogo, especialista em medicina desportiva

Especialidades da casa

Eu tenho a rotina de preparar o rango do dia seguinte na noite anterior. Quase sempre um feijão com legumes no vapor ao lado. Diferentes cores pro feijão, branco, fradinho, vermelho, manteiga, carioca, jalo e logicamente o pretinho básico.

O feijão é feito sem óleo ou refogado. Sempre feito com um café lateral, as vezes o jantar é só o café com uma fatia de queijo quente. As vezes uma concha de rebate.



Ontem no entanto, fiz um arroz de lentilha, arroz 7 grãos, um melangé de arroz integral cateto, vermelho, preto, aveia, cevadinha e mais duas coisas q agora não lembro. Integral eu faço na pressão, é duro pacas, e as lentilhas entram depois. É uma boa mistura. Mas a noite, sempre essas coisas mais hardcore descem mal. Não deu outra. Apesar de pouco, este pouco voltou. Passei mal. dei um tempo e encarei o café com queijo.

Não tem muita lógica, mas no histórico, eu passo mal muito mais a hora do jantar. Acredito q o hiato maior entre refeiçoes faça isso acontecer. Felizmente, isso é cada vez mais raro, passar mal é um erro. Erros acontecem, mas é melhor evitá-los, ou ao menos aprender com eles.


Hj é dia de caminhar pesado.

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente