sexta-feira, maio 29, 2009

Enfim a quinta caneca!

Mês passado fiquei por 2 Kg para pegar minha quinta caneca, foi o mês q menos perdi peso. Este mês de maio, praticamente não tomei açaí e derreti 6 Kg e uns trocados. Garantida a quinta caneca. Falta pouco agora para entrar na Casa e Vídeo e comprar uma balança de banheiro classe C.

A situação ainda é pesadona, mas hj comprei um cinto street padrão, daqueles de lona vadia mesmo. A cinturinha ta estilo abelha, mas já tem medidas de um humano gde e fora de forma. Antes era de um quasimodo amorfo. Até cancer evolui, pq eu não conseguiria?



Este mes não pode ter trololó. Tenho de conseguir subir o alto na pressão. Sem meta de tempo, com agua, granola e isordil. Mais uma vez vou ter de mudar alguma coisa pra manter a taxa de evaporação de bacon acima de 6Kg por mes.

Eu tbém quero dar uma susto no meu médico e perder uma melancia no mes, algo em torno de 10Kg, seria muito legal uma acelerada destas. É a meta. Vamos pro pau agora!

terça-feira, maio 26, 2009

Leite com Pêra


Eu sou tosco. Acredito nisso e não me envergonho. Saber disso manifestamente, me ajuda a encontrar o meu caminho de correção. Eu tenho isso intrinseco em mim, logo tenho de usar este conhecimento a meu favor.


Não gosto de conversa fiada, não quero saber de adular ou ser adulado, por exemplo. Sou consciente do fato de necessariamente ter de manter minha estrela brilhando a base de kaol e flanela. Tenho de ler, buscar conhecimento, trocar idéias.

Respeito opções alheias na medida em que as compreenda, consigo entender algumas frescuras, outras não me interessam entender e outras não me convencerão nem em mil anos.

Eu cheguei ao estado de super obesidade em parte por ser tosco, rude, cru, apressado e prático. Tenho de usar estes atributos em meu favor agora. É mais fácil usar minha essencia do que altera-la. No final, eu tenho de viver comigo mesmo, portanto me respeitar é condição necessária para viver.

Tenho passado nas ultimas duas semanas com uma gripe indo e vindo. Tenho buscado cura em métodos convencionais, chás, paracetamol, xarope e seguido adiante. Mas a gripe até ameniza, mas ceder que é bom nada. Febre, alguns calafrios e muio congestionamento nasal.

Na fase que estou, o que não faltam são conselhos. Todos contribuem, mesmo qdo as opiniões não me interessam. Tenho escutado de tudo. O divertido nisso é a inversão que ocorre numa conversa mais longa. Num momento estou escutando dicas de procedimentos para curar uma gripe, no outro escuto reclamações sobre chás e outras beberagens.

Nesses momentos agradeço ao meu jeito tosco de comer. Sempre comi de tudo, reduzir é mais simples que anexar cardápio. Eu acho que gordo cheio de dogmas alimentares sejam os de maior complicação numa vida nova. Aliás, dogmas são corolários sem fundamentos que interessam apenas no campo místico. Fora da mística, dogmas não podem ser levados a sério.

segunda-feira, maio 25, 2009

Gripe, amigos e supositórios de beber

Tem mais de duas semanas que estou brigando com uma gripe. Ela foi e voltou, agora dizendo que vai ficar.

A legítima gripe suína, olho embaçado, febril e com o nariz congestionado tipo Nossa Senhora de Copacabana as 18h.

Junto com minha mão, o cerume e o cotonete arrebentaram meus ouvidos. To usando gotas e tomando um parrudo antibiótico de 825 mg. Eu que achava o centrum gde, pintou este supositório de beber bem maior que o multivitaminico de todo santo dia.

Monica, Aurea e Claudia pessoas maravilhosas que conheci ano passado por conta do doc sobre obesidade fizeram uma celebração aos aniversariantes de maio, recebi um presente inédito, um bolo coim foto e tudo. Por conta da gripe, não pude comparecer.


Sabado saí com meus amigos pra ver o disco voador polonês. Enfim, nada vimos, mas a prosa foi excelente.

Domingão foi dia de paz e descanso, ate ser convocado no fim do dia pruma reunião de última hora, outro convescote de parceiros das antigas. Welcome MAC.

To tratando a gripe agora com paracetamol, xarope e chá de guaco com eucalipto.

Mas a cura mesmo é rever os amigos de priscas eras.



Muito obrigado a todos!

quinta-feira, maio 21, 2009

Radical

Este ano mudei minha alimentação radicalmente. Com ela, outras tantas coisas estão indo a reboque. Consegui trocar meu carango, arrumei a casa, revi minhas roupas e to atrás de mais mudanças. Tenho tentado levar uma vida mais cool. Tenho visto a rua. Tenho rido mais. Sem fanfarronices.


Acho engraçado como as pessoas se interessam por minhas mudanças. Eu era muito mais transparente com IMC 57. No meu prédio, agora as pessoas falam comigo, conhecidos de outrora falam do blog, das minhas fotos no orkut ou qdo me encontram por aí e rola uma conversa.

O papo sempre gira entorno da operação, muita gente conhece alguém que precisa ou realizou o procedimento. Rolam perguntas em torno do cotidiano, do q se come, do q nào se come. A maioria torce a cara, acha complicado. Querem saber qdo vou voltar a comer normalmente.

Nunca comi normalmente na minha vida. Se alguma coisa está normal hoje em dia, esta coisa é minha alimentação.

Há privações? Sim, como não haver? A maioria delas acontecem nas madrugas. Pizzas e sanduíches ainda provocam sim. As coisas fritas, salgadinhos de forno, na madrugada cantam Enya para mim. Por isso prefiro o vínculo de não comer coisas de padoca.

Apesar de comer muita carne em vidas passadas, pães, bolos e biscoitos são os mais perigosos. São fáceis, garantem um improviso de 5 minutos. Era impossivel comer só um sanduba, ou só um salgado. Vc anda na rua e sempre tem onde comer. É ridiculamente mais facil comer um salgado com refresco q uma maldita maçã no Rio de Janeiro.

Outra coisa que dá força na hora da fome é focar em comer em casa. Existem várias vantagens em comer em casa. A comida em casa já está paga, não está pronta na maioria das vezes. Sempre demanda uma atenção, o q vai goela abaixo na rua é mais caro, mais fácil e gasta menos energia. Logo engordam mais.


Mastigar mais é muito importante, aumentar o numero de mordidas, implica em pedaços menores. Uma empada tem q ser muito valorizada.

Outra dica doida é a coisa cara. Coma coisas caras. se for tomar café, que tal Starbucks ou Kopenhagen? Esta semana almocei uma empadinha com um café na Colombo. Quase 7 reais. O lugar é lindo, viajei em cenas do passado naquele centenário estabelecimento.

Depois voltei pra casa de Metrô. Andar é básico.


To legal, e nem tão radical assim. Apenas não to nem um pouco afim de mudar minha trajetória dentro deste processo de encolhimento de pança.

Bola pra frente!

terça-feira, maio 19, 2009

Álvaro de Campos

Poema em Linha Reta

Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo.
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó principes, meus irmãos,

Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.



Poem in a Straight Line

I´ve never met anyone who´d been beaten up.
All my acquaintances have been champions in everything.
And I, so often crude, so often filthy, so often vile,
I, so often inarguably parasite,
Unforgivably dirty.

I, who so often haven´t taken the time to take a bath,
I, who have so often been ridiculous, absurd,
Who have publicly stumbled my feet in the rugs of etiquette,
Who have been grotesque, despicable, submissive and arrogant,
Who have been humiliated and remained quiet,
And was ridiculed when did not remain quiet;

I, who have been the laughing stock of the chambermaids,
I, who have noticed the eye winks of the delivery boys,
I, who have caused financial embarrassments, borrowing without paying,
I, who, instead of taking a punch, have crouched

Away from the possibility of the punch;

I, who have been anxious over ridiculous, small things,
I see I have no peer in this world.

Everybody I know and talks to me
Has never had a ridiculous moment, has never been scolded,
Has never been but a prince - princes all of them - in life...
I wish I could hear human voices
That would not confess sins, but flaws;
That would not report their violent actions, but their coward reactions!
No, they are all the Ideal, as they tell me.

Is there anyone in this immense world that would confess having been vile once?

Oh princes, my brothers and sisters

Damn it, I am fed up with these demigods!
Where are the real people in this world?

Is it only me that is vile and wrong in this land?
Their husbands and wives may have not loved them,
They may have been betrayed - but never ridiculous!

And I, who have been ridiculous without having been betrayed,
How can I address my superiors without hesitating?
I, who have been vile, literally vile,
Vile in the despicable and infamous sense of vileness.

sexta-feira, maio 15, 2009

Curtas amenidades


Perder um pouco de barriga alivia. Parece até que to indo morar sozinho. É uma separação judicial, no fim de tudo, depois de muitos problemas, qdo a barriga se mandar mesmo será uma maravilha.

Se dirigir não beba. Mantenha barrinha de granola no porta luvas do carro, na mochila e tbem uma garrafinha d'água. De preferencia reutilizável. Água e cereais dão autonomia e não deixam a peteca cair.

Frutas tem muita água. Sucos e as própriasin natura hidratam muito mais que golinhos insípidos, inodoros e incolores. A água ganha no quesito de calorias.

Caminhadas são necessidades diárias. To fazendo quase tudo de Metrô. Evito onibus sempre que posso. Viação canela desbasta a pança e ajuda no superávit primário que interessa, o nosso próprio bolso.

Vale a pena uma consciência corporal, o papo de que o corpo é o próprio templo, mas vale tbém pensar no próprio mundo. Reutilizar embalagens, evitar sacolas plásticas e diminuir o uso de automóvel por exemplo, ajudam em muito o planeta e a você mesmo. Fazer as compras a pé, desgastam calorias e fazem a gente comprar menos tranqueiras. Usar sacolas reutilizáveis ajudam o planeta.

Ainda nesta linha, temperos e especiarias compradas na loja pedro ajudam muito no preparo e garantem sabor no preparo de pratos de emergencia.

Voltei a tomar café. To mais feliz!

terça-feira, maio 12, 2009

Nem Ana Maria....


Hj é meu aniversário. Bolo é coisa de Padaria. Tá fora.
Não vai ter churrasco, nem alcool, nem bebidas com bolhas.
Saúde ao quadrado.
Um salve a família, um salve aos amigos e todos que me dão força aqui no blog.

sexta-feira, maio 08, 2009

Experimentalismo


Normalmente testamos nossos limites. O operado nào é diferente, inclusive estimulado pelos profissionais e companheiros de reunião. Sempre tem o zumzumzum sobre o que fulano come, entala com aquilo ou aquilo outro.

Tal coisa nào desce, isso vai bem, aquilo não.

Minha sugestão é redução de cardápio com vínculos fortes, experimentar coisas saudáveis acima de tudo. A vida pregressa deve ser a última a ser experimentada. Afinal, ela te levou a condição de operado.

Eu não volto a comer carne de bicho q anda, coisas de padaria e liquidos com gás. Já estou a mais de 5 meses sem. As vezes é dureza, pães ainda são um apelo muito forte. Sempre tem um sanduíche ou um coral de joelhos nas madrugadas da vida. E pizza de boteco? Elas sempre me dão mole. Fazem propostas indecentes, me chamam pra sair e tal e coisa. Tenho resistido. E bem.

Nào era comum a mim comer arroz com feijão, ainda mais integrais e feitos por mim.

Tenho feito pasta de grão de bico, comido inhame, cenouras cozidas, muitos sucos. Aveia e germen de trigo. Complemento isso com Whey e Proteinato de cálcio. Duas porçoes por dia, com leite ou suco de frutas. Colágeno uma vez ao dia. Ervas finas e salsa sempre colorem e aromatizam meus pratos.

Óleo? Nenhum. Mas tem sempre um belo vidro de azeite de oliva extra virgem.

Como queijos, minas, mozzarela, requeijão e ate mesmo gorgonzola.

Outro dia comi sashimis, com gengibre e pepino.

Macarrão desce moderadamente, compro sempre gringo ou integral.

Dos enlatados, o que tem descido bem é atum e polpa de tomate. Mais nào preciso.

Alguns temperos industriais tbem ajudam na hora da pressa, sazons e potinhos completos de alho, sal e pimenta.

Na rua gosto de barrinhas e frutas secas. Ajudam nas piores horas. Muita água e bola pra frente.

Enfim, as coisas estão seguindo adiante, acho num ritmo bom. Aos poucos entram exercícios mais pesados e por conseguinte o apelo a comer na rua tbém. Por isso a vida tem q ser equilibrada. Nem q seja a pulso.

Bom FDS.

Suar, Feder e Sorrir!


Hoje a noite tem Cólera, decana banda Punk se apresenta no Circo Voador.

Início do circuito de comemorações de aniversários dos Canalhas de Maio, entre eles Eu!

Tem muito tempo que não vou a um show para zoar e feder. Vamos ver como vai ser isso.

Glamour o cazzo!

terça-feira, maio 05, 2009

Medicina Mercantilista é culpa do Cliente


Eu acho uma contradição em si qquer relação profissional que transforme a relação, qquer q seja ela, médico-paciente, professor-aluno em profissional-cliente.

Cliente é um cara com grana no bolso e mais nada. Quer ser adulado, tratado com paparicos, implica então uma certa hipocrisia, uma douração de pílula desnecessária. O profissional q cai nessa esparrela, vira pouco mais q um quitandeiro bonachão, q fala docemente o q o cliente quer escutar, para no fim ficar com parte da grana do rapaz.

Hj em dia, ninguém é passível de críticas óbvias. Chegamos ao absurdo de não poder reprovar um aluno, ou dizer que alguém engordou. Aliás, é aí q está nosso foco.

Nào quero pensar no médico que já vendeu sua alma ao diabo, penso do lado de cá.

Acho q o paciente não pode querer ser cliente, consultório médico não é lugar para carinho, se o tratamento não está seguindo dentro de uma previsibilidade, é pq há algum erro acontecendo, e esse erro tem q ser identificado claramente, seja no tratamento, sugerido pelo médico, ou pelo procedimento, executado pelo paciente.

No caso do tratamento de obesidade, se o bacon não evapora, há algo errado e tem q ser identificado, de preferencia sem sorrisos.

Engordar é um ciclo complexo, mas de fundo aritmético simples, se há ingesta calórica maior q o desgaste a pança cresce. sem choro.

Acho tbém q a gente vira cliente na anamnese, no primeiro papo q a gente tem com o médico, chegar cheio de desculpas e não declarar abertamente seus pecados alimentares leva o médico do outro lado a identificar o glutão chorão ou pior, estabelecer uma cumplididade de desculpas e começar um tratamento "café com leite", "abrinca", enfim um tratamento pouco ou nada efetivo.

O gordo já tem vocação a bezerro desmamado, chorão e indolente. Reclama da dieta, reclama dos exercícios, sim a vida e o biotipo não ajudam, é duro ir a academia fora de forma (paradoxal né?) a fome é gde, enfim nada ajuda. Nem o próprio obeso! As desculpas estão aí, algumas muito válidas, mas em que isso ajuda? Em nada, a gente fica em casa comendo e engordando mais. Sabe do que mais, se for pra sofrer, sofra suando na rua, numa academia e esse sofrimento pode diminuir.

Como paciente eu não quero desculpas, se eu engordar tenho de assumir meus erros ou questionar o tratamento, pra fazer isso tenho de ter consciencia do q está entrando no balanço energético do dia a dia, basicamente alimentos e exercícios.

Não há possibilidade de virar cliente, cliente não toma esporro, cliente tem sempre razão. Cliente é um idiota com grana no bolso que quer ser adulado.

Cliente engorda.

Esse mes começo a suar mais, andando e saindo na porrada com saco de areia e sombra.

domingo, maio 03, 2009

4 meses e 22 dias o Antes e Durante...continua

Este é o último balanço visual com referência a fase anterior a operação.

De agora em diante as referências devem se comunicar, ou no máximo ter uma fase entre elas, quero começar a fazer uma ginástica mais apurada a partir deste mês.

Ao final do segundo mes de ginástica estarei praticamente livre das maiores complicações do pós-operatório.

As fotos de antes e depois servem para vender, mas não são totalmente corretas, é como comparar uma foto de festa de 15 anos, ou de casamento, com a foto de um cadáver.

Eu estou buscando vida, estava morto, no fundo do poço e não posso mais ficar achando que estou em evolução me comparando a esta fase morta. Literalmente, me vendo nestas fotos vejo que era um cadáver ambulante, cadáver de beira de rio.

Eu estava me escondendo do mundo dentro de casa, dentro de mim mesmo. Além do cansaço físico, as dificuldades de locomoção, mesmo entre amigos tinha um gde desconforto mental, todo olhar era de acusação, nenhuma risada ao longe era idiferente ao mais gordo do lugar: Eu!

Agora estou num grau de transparência, ando por aí sem ser visto, sem ser notado. as risadas ao longe ainda ecoam, aqui e ali, mas as acusações são mais brandas.

Dentro da minha cabeça me sinto mais forte, mais confiante.

Esta fase tbém já começa a complicar, pois algumas pessoas próximas começam a elogiar, a dizer q está tudo bem, e na verdade eu estou no meio do rio, conheço este lugar e não posso parar de nadar agora. Quero descobrir a outra margem, evaporar mais 50Kg e ver no que dá. Agradeço o carinho, mas eu sou gordo e pra não morrer com interesse ao Animal Planet eu tenho de seguir em dieta para sempre.

Manter esta força implica em mudar paradigmas, e de agora em diante o gde objetivo é a Vida.

Então, as comparaçoes devem ser com fotos com cicatriz.

Reborn Photos Only!

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente