sábado, agosto 22, 2009

Frio, Chuva e Fome

Tempinho romantico, friozinho, chuvinha lá fora. Vontade de comer, de beber de ter prazer com papilas gustativas. Nesse tempo a comida se faz mais importante.



Além disso, a preguiça se instala. A vontade de sair do lugar não é muita. Tudo tem contornos de drama. Caminhar, correr quase impossível, frio motiva e a chuva justifica.

Pois bem, a hora do garrafeiro é essa, quem tem garrafa sai de casa e cumpre a missão.

Hora de levar o rabo gordo morro acima.

domingo, agosto 16, 2009

Medos na hora das refeições

Comer na rua nunca mais será a mesma coisa. A hora de comer sempre foi esperada com certa pompa e circunstância. Qdo eu era moleque ia almoçar no Oxalá com meu Pai, quase sempre comia uma moqueca de peixe e ele uma galinha ao molho pardo. Era quase uma celebração, mas era comida para 4 pessoas. As vezes ainda dividiamos uma frigideira de camarão, depois disso um pedaço de pudim. O Oxalá acabou, restam estas lembranças.

Hj em dia a hora do almoço tbém é esperada, na rua com alguma apreensão. Geralmente procuro um resturante a Kilo, como por volta de 200 gramas q já é um tanto ridículo prum cara de 1.89m bico largo. Coloco coisas cozidas ou assadas, evito as frituras e a tríade do mal, nem pensar, mas peixes assados as vezes batem mal.


Quase sempre algo bate mal, não sei se tem óleo a mais em comida de rua, não sei se como mais rápido, mas sempre algo desce atravessado. Além disso, sopas e cremes são mais difíceis de achar em bufet de rua. Em casa, continuo cozinhando sem óleo, tempero bem os alimentos, mas não uso óleo. Mesmo pouco, as comidas de bufet, mesmo as saladas estão lá, brilhando como cabelo do James Brown.

Outra coisa q me é estranha hj em dia é ver outras pessoas comendo, uma mistura de náusea e inveja, sei q tenho de comer, mastigar bem, mas esta mistura compromete minha paz na hora de comer na rua. Junte a isso uma certa paranóia de estar comendo o q não deve, q seria melhor estar andando. Mas comer faz parte do processo de emagrecer, é lenha pra fogueira, é tijolo de reconstrução muscular. De cabeça afria é fácil falar. Mas na hora de comer, isso tudo se mistura. Por enquanto, isso tem me ajudado, como pouco e ainda não dei moleza com a tríade (carnes de bichos q andam, coisas de padaria e bebidas com bolhas, repeti pel n-ésima vez!).

Em casa a batida é mais tranquila, sucos, vitaminas, café, whey, feijão e arroz integral, sopas e legumes, são base do q ando comendo. Eu to bem, subindo o alto de 4 a 5 vezes por semana, sendo q na semana do medico eu vou fazer isso 6X, indo novamente a consulta a pé. Já fui uma vez, aprendi o caminho.

quarta-feira, agosto 12, 2009

O medo do longo prazo.

A longo prazo todos nós estaremos mortos. Essa é uma frase reconfortante, acho q do Keynes, lógico e economista.

O q mete medo são curto e médio prazos. Pra começar a mensurabilidade destes tempos. Longo prazo é algo que eu não vou ver, pois estarei morto, mas e o curto e médio prazo?



Curto pode ser algum tempo entre o agora e aquilo q deixa saudades, médio já dá idéia de estar as voltas com o tédio. Até rima, peço desculpas.

Pensando assim parte da estratégia de administrar a própria vida, implica em evocar e manifestar saudades e compor com o tédio. Se preocupar com o longo prazo, meio idiota. Pois a longo prazo, todos estaremos mortos.

terça-feira, agosto 11, 2009

Dias Chuvosos e semanas cheias

As proximas semanas serão complicadas. Estou num projeto que se desenvolveno horário de 10 as 19h. Quero manter o hábito de subir o alto, mas meio sem horário. A noite é dureza, hj acordei as 5:30, mas tava um breu e chovendo. Vamos ver com se desenrola a semana. Um gde dia para nós!

segunda-feira, agosto 10, 2009

Bom humor e energia

Alguns amigos mais próximos andam me cobrando um pouco mais de humor. Mas é dureza. Meu humor é meu, não posso adaptá-lo, ando tomando pancadas no YouTube por conta dele. Até mesmo minha brincadeira com o América, o segundo time de todo mundo no RJ.

A brincadeira ali está mesmo na cara de quem acha q pesquisar algo no YouTube possa ser sério. Sério no sentido extremo da palavra, já q uma operação do porte da gastroplastia exige pesquisa mesmo. Já falei disso por aqui, toda operação tem seu risco, mas essa apesar de toda a evolução da técnica nunca será uma fimose, ou uma remoção de apendice.

Ao meu ver existe uma premissa quase estúpida de achar q os livros foram substítuidos por conteúdo audio visual. Me chamem de antigo, de retrógrado sim assumo isso. Um bom documentário é informativo, um execelente documentário faz vc ler um livro, começar o estudo em um determinado assunto. Nada além disso.

Sim o mundo hj em dia demanda muito conhecimento rápido, leituras na diagonal, vc tem q estar antenado, up to date ou o seja lá o q quer dizer. A merda acontece mesmo qdo vc tem de ir além de 5 minutos de conversa sobre um pretenso assunto q vc acha q conhece. Se rolar uma folha de papel e 30 linhas a serem escritas, acho q rola até depressão.

Eu faço documentários. Eu trabalho com vídeos, sim e sou presunçoso, acho q faço coisas legais, q fazem pensar, q trazem conhecimento entre outras baboseiras. Qdo me afasto no tempo do q fiz, vejo q sequer arranhei estas coisas, as pessoas são pouco tocadas por esse ou aquele filme. Nào sei quantificar isso. Posso falar por mim, Ilha das Flores do Jorge Furtado vem a minha cabeça nesse momento. Gostaria de ser arrogante e citar Fellini 8 e 1/2, mas não posso é um gde filme italiano. Ilha das Flores é brasileiro, curta-metragem me diz muito mais. Nesse momento especialmente.

Esse ano no entanto li alguns livros q ecoam em minha cabeça. Alguma coisa da série de análises do q é líquido na contemporaneidade de Zigmut Bauman, textos sobre gastroplastia e reconstrução de identidade, livros sobre Teoria de Documentário do Bill Nichols, reli coisas do Edgar A. Poe. Textos sobre roteiro e narrativa.

Tenho dedicado um esforço gde a derreter o bacon acumulado, a banha amarela instalada. Emagrecer é mais fácil q aprender coisas novas. Vou morrer tentando.

Contudo, é bom curtir o caminho, já q a chegada ainda está distante.

Rir menos, mas sem diminuir a qualidade da gargalhada.

Ah e viva a inclusão digital pois até uma mula como eu tem direito de ligar uma camera e falar com ela.

sábado, agosto 08, 2009

Oficializada a fase 3

É a hora de assumir. To mesmo na fase 3. Perdi mais de 60Kg. Mas as coisas mudaram.

Pra seguir adiante vou ter de apertar ainda mais, senão der na boca no suor. Daqui pra frente não posso parar. Pq agora eu ja vi meu peso oscilar alem do Kilo e 200.

Açucar barato é fogo, ele quebra a corrente, dá fome e não nutre nada. Mas é duro coloca-lo fora totalmente. As vezes o unico mate na noite é comum. É ele ou voltar pra casa. As vezes não tem nem água em boite pra beber.

Outra coisa estranha, foi descobrir q o fogo é muito importante. Fiquei tres dias sem gás em casa. Não foi falta de pagamento, algum herói aqui perto de casa, fez uma obra e inverteu a tubulação, ligou agua no gas e gas na agua. Resultado: agua onde não devia. Nunca senti tanta falta de café e sopa na minha vida. Mesmo com whey e banana pra dar uma força, o calor é fundamental.


Sim, continuo evitando a tríade do mal, pães, carnes de bichos q andam e bebidas com bolhas. Um dia de cada vez, esse ano ainda não dei mole algum, saio com meus amigos e vou aonde a carne está, algumas suculentas, outras luxuriantes, mas confesso q agua na boca mesmo eu tive foi em churrasquinho vadio, aqueles de churrasqueira miolo de maquina de lavar. Na descida do alto tem vários. Coisa de gordo mesmo.

As caminhadas estão no ritmo, não quero correr, vou dar uma subida na carga, levar uns litros dágua pra passear morro acima.

Folego bom, sudorese tbem. Mau cheiro idem.

Há que feder, mas sem perder o terninho jamais.

Pau no lombo neguinho!

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente