quarta-feira, março 31, 2010

Preguiça, Metas e Atividade Física

Depois de muita caminhada, subidas a pé ao Alto da Boavista, engrenei numa vida de academia, rotina de musculação, elíptico no início e depois spinning (ou RPM).
Tudo chato pacas. Bom mesmo é ir ao cinema, viajar, dormir aquecido no frio, morgar na cama mais 10 minutos no frio. Enfim, assim como a civilidade, a educação e a higiene, manter a rotina de atividades físicas esta longe de ser algo natural. Demanda esforço, sair de casa. No calor é o calor, no frio o frio, com chuva nem preciso dizer. O Magnetismo do rabo aumenta diante de qquer obrigação para nosso bem estar. O lance realmente é pensar pouco, pois qdo pensamos acabamos nos aliviando destas obrigações.

É uma obviedade dizer que a maioria das academias são templos de eugenia q afastam o cara fora de forma. Um lugar em q o cara q realmente precisa estar lá é o mais rechaçado. Nos centros urbanos, não há como negar q são lugares necessários a quem precisa manter atividade física. As vezes imagino cidades médias, sem muitas opções de parques ou orlas. Anilhas e esteiras são necessárias. Há de se usa-las como remédio ou água de banho. Qquer pensamento além pode fazer vc negar a necessidade. No caso de um gordo severo, com gde capacidade de ganho de peso como eu esse luxo de não querer fazer atividade física me é vetado.

No início todo gordo é mal recebido. Ou recebido com desconfiança. É dificil deste lado, num exercício de imaginar o outro lado, fico pensando no Professor escrevendo a série de mais um "toneloso" de short apertado, tenis sem meia e camisa arrochada de um time diferente do dele. Qtas vezes vc pretende malhar por semana? 6X. MENTIRA. Já fez musculação antes? Sim, tive de parar ano passado...(e mais uma desculpa de gordo q não gosta de malhar).... MENTIRA. Vc deve saber q só academia não vai te emagrecer, vc tem uma nutricionista? Ta fazendo uma dieta? Sim, estou com acompanhamento médico, parei com pães, refrigerantes to comendo legumes, frutas e alimentos integrais. MENTIRA. E nessa anamnese o Professor escreve aquela prmeira série padrão com exercícios em máquinas, com o pedido de alongamento e 30 minutos de atividade aeróbia. O gordo pega a ficha e o Professor deve achar q vai ali mais uma desistencia. Cabe apenas saber se passa do terceiro mes.

O gordo vai ficando na academia, observa outras atividades, respira fundo e encara uma aula de spinning. Parece uma aula de pósgraduação para entregadores de pão ou de remédio. Um bando de gente numa sala, pedalando sem sair do lugar, suando em bicas com o poder de fazer sofrer mais ou menos em cima de um banquinho saliente q massacra toda a parte sul do corpinho em murchamento do gordura de côco brasil. aos poucos o gordo engrena, sua e vai saindo do zero de credibilidade.

Já engrenado, colhendo resultados do esforço antinatural de levantar ferro pra nada e pedalar para lugar nenhum, o gordo entra num metaestado de murchamento. Senão começar a se achar, manter o trabalho e a vontade com q faz as atividades semanais com exercícios e a dieta. Os resultados aparecem.

O chato é saber q qquer vacilo a banha aparece novamente. Portanto as duas horas diárias devem fazer parte d repertório tanto qto dormir, tomar banho ou a barrigada matinal.
O negócio mesmo é começar, sabendo q é chato pacas, mas q funciona e isso deve bastar. Afinal, bom mesmo é sorvete de flocos.

sexta-feira, março 19, 2010

Voltando a GastroPlastia

Hj fazem exatamente 1 ano, 3 meses e 8 dias que operei. Eu coloquei o balão 6 meses antes e no início fiz merda, mas a partir do terceiro mes encornei a dieta q persigo desde então, ja muitas vezes descrita aqui: nenhuma carne de bicho q ande, nada de bebidas com bolhas e nem coisas de padoca (bolos, pães e frituras). Evito o Glúten. Peixes e frutos do mar raramente. Então posso dizer q tem um ano e meio q to purinho e mantendo a taxa de ganho de peso sempre negativa. As vezes perco mais no mes, as vezes menos. Mas to sempre evaporando o bacon.

Emagrecer é o Graal de todo gordo. Alguns podem inventar várias barreiras, mas todos estão ligados nesta missão.

Eu tinha uma calça q considerava padrão, tipo era meu objetivo estar nela. Ela ainda está comigo, mas ta frouxinha e meu padrão eu não tenho mais, quero ficar com aspecto saudável, comprando roupas na CityCol. O principal tenho seguido, meu instinto.

Já disse aqui q acredito ser caso de estar em dieta ou estar engordando, sem meio termo. Além disso, não há como negar esse tripé de sustentação funciona conjuntamente e sustenta este ano e tal, diante de 40 anos de idas e vindas, engordar a estatística se faz necessário, mas agora não tem como negar q está funcionando.

Com o tempo, a gente de estomago anão, tende a achar q são abençoados, q descobriram a cura de todos os males. Depois, em grupo, viram uma seita do estomaguinho dos últimos dias. Alguns em cima de resultados de emagrecimento viram vestais do bem comer, outros renegam a seita e estagnam no mundo gordinho e vida q segue. Alguns gordinhos viram EMO e se lamentam o tempo todo do acúmulo (PATRÍCIA TRAVASSOS! - Musa do meu BARRO!).

Eu acho q a gastroplastia é um downgrade, uma amputação cirúrgica consentida por falta de habilidade de lidar com o par estomago/corpo. A última esperança de um casamento indissolúvel. Sim, há gdes vantagens e é facil ver na blogosfera e sites específicos técnicas, depoimentos de sucesso e tantas outras celebrações a intervenção no bucho do glutão.

Sempre tinha ouvido falar de gente que quer engordar para operar, mas agora tenho visto mais e mais isto próximo a mim, em diferentes círculos de amizade. Simplesmente respondo com todo meu amor e compreensão q esta escolha é uma estupidez. Mesmo com todo o sucesso da operação, não há como negar q o operado é antes de tudo um cara q faliu por excesso de banha, q fracassou na administração do próprio corpo. Seja quais forem as condições de contorno q o fizeram chegar a condição de peso extrahumano, transcendeu a boçalidade de atração gravitacional. Engordar para fazer a operação transcende a estupidez. Quem ta gordo pacas e tem medo de operar pq pode morrer é outro caso, para outro post, mas vale lembrar q ninguém é eterno e obesos já tem uma piada pronta a mais no prontuário: são grupo de risco da gripe suína. Morrer como um porco eis a questão!

A vida pós gastroplastia é dura, depois de uns dois ou tres meses de cicatrização e atenção ao pósoperatório, onde de uma dieta líquida, passa a papinhas ralas e finalmente uma dieta livre nada apetitosa, o gordo deflaciona e aos poucos vai se permitindo mais prazeres, e lógico entre eles comer. Eu aprendi com o balão e vi q era incompetente para voltar a um modelo reduzido da minha vida passada e estabeleci um novo mundo, artificial e precário como qquer outro diferente de fraldinha com coca-cola q era base da minha vida pré pança cotó.

Hj posso dizer q o estomaguinho é um coringa, num jogo de buraco, ajuda pra caramba mas não garante a batida num jogo de canastras limpas. O abuso do corpo e o emagrecimento severo, faz vc engilhar como uva passa em varios lugares. Espontaneamente não penso em voltar tão cedo a uma mesa de cirurgia, prefiro fazer força brigando com anilhas e a maldita gravidade. Malhar é muito legal. Mas a gente tem fome. Fome é estopim de culpa na mente de gordo, culpa nega ou reforça o drive de comer. Aí entram meus vínculos de dieta e o coringa do estomagueto. Mas a palavra final é minha, ja tenho um repertório conhecido de comilança possível. Escolher não comer isso e aquilo no fim é sempre pessoal e intransferível. Além disso, mesmo depois de operado, o dia continua tendo 24h. Vc pode chapar e comer de 2 em 2 horas e vai engordar. A letargia e a preguiça continuam por aí sempre.

Enfim, dieta, exercícios e manutenção médica sào chave pra emagrecer, o estomagueto demanda essas tres coisas de maneira muito forte em sua vida, mas se pudesse ter evitado essa intervenção, não tenho como negar q teria sido bem melhor.

Aos gordos no limiar de IMC 35 façam dieta pra murchar seus melecas!

Se existir uma outra encarnação quem sabe. Eu tenho competencia de administrar meu próximo estomago?

terça-feira, março 16, 2010

A estrutura fina de pecados é analgésico



Vivemos num mundo de hipermídia. Vários veículos de comunicação, leitores, mercado, entretenimeto, cultura é tudo junto misturado. A aristocracia é pop e lógico a turba quer ter toques de classe. Nada mais justo. Aí vc vê uma princesa de sangue azul recomendar uma coleção encartada em revista popular. O encarte é nobre: copos e taças para a moçada beber vinho canção no final de semana. Tudo é simulacro. Tudo analgesia.

Os pecados devem ter estrutura desde os tempos de Dante, numa revisão de sua obra máxima, hj ele teria uma estrutura tão imbricada e rocambolesca q os 9 níveis originais seriam menos q minimalistas, seriam simplórios. Exigimos de nossos ídolos o exemplo q não temos de nossos Pais. Temos Padres pedófilos e queremos q nossos ídolos oriundos de favelas, guetos e comunidades se comportem de maneira reta, moral e comportada. Idealmente somos puros e brancos, cinzas não queremos e negra é a alma do outro.

O exemplo q me interessa aqui é o de uma gordona americana q pretende ser a master obese from universe, ela tem 240 Kg e pra ganhar a faixa vermelha do mundo baleia terá de quase dobrar essa história (para saber mais aqui) . Soube disso em charlas de comunidade gastro via orkut. A americana é alvo de revolta e espanto, ela já tem o recorde de parir com o maior peso conhecido uma menina saudável. Há muito espanto nesse desejo de morte q é alcançar este tal recorde. Eu fico pensando quem q como eu precisou chegar a uma operação de redução de estomago não conheça esta estrada? É duro generalizar, mas apenas megaobesos autistas poderiam sugerir ignorancia ao fato de q a comida era combustivel rumo ao cemitério.

A gorda quer explodir. Ela quer dobrar um peso absurdo. All In! O mundo é dos vencedores, vamos combinar q alguem q chegou a 200Kg, por mais q se esforce, nunca mais fará 100m rasos na casa dos 10 segundos, ou mesmo uma maratona na casa das 2 horas. Se quiser recorde, terá mesmo q ser num campeonato de engolir cachorro quente com macarronada. Essas notas coisas do Guiness Book of Record existem, pq a estupidez alheia nos conforta. O pecado do outro sendo maior, parece nos abolver. Graduar a merda a ser comida parece nos aliviar diante dela no prato. Quem come bosta de boi ta tranquilo se alguem a sua frente engolir algo muito mais repulsivo, bosta de gato viralatas por exemplo.



Ainda sobre a gorda americana, ela tem tino comercial. Cabeou a casa e vende a imagem cotidiana dela via internet. Isso mantem a dispensa dela cheia de doritos, sorvetes e refrigerantes. Mercado tem pra todos os gostos.Quem quer ver uma balofa comendo, se arrastando pela casa, comendo e tomando banho? Putz, acho q qquer pessoa afinal toda terça aqui no Brasil o BBB bate recorde em cima de recorde. As opiniões de um participante da casa mais vigiada do Brasil, vira pauta dos mais variados blogs, jornais e programas de TV. Metalinguagem é isso aí. No final ver uma gorda na modorra de sua existencia deve ser muito mais cult q assistir uma gostosa e um sarado no mainstream BBB. mas não se enganem, ninguém terá a alma salva por conta disso. Uma temporada no círculo dos glutões é garantia a todos os gordos e gordas q conheço.

Nos vemos nas trevas!

terça-feira, março 09, 2010

Função Inversa, Crueldades e desfassatez


Uma coisa bastante irritante prum cara gordo é perguntar quanto ele pesa (já pesou, seu peso máximo, coisas deste tipo). Se a conversa for no meio de muita gente, podes crer que é derrubada. Eu me irrito, procuro não acusar o golpe, mas nunca passa batido. To com esse blog aqui onde eu coloco todos estes dados, geralmente procuro responder essas saias justas de primeira. Pior qdo depois de dizer a cifra, a interjeição do outro lado denota espanto. Quase sempre de pessoas com passado/presente paquidérmico como o meu. Pois bem, que se dane. Na próxima vez que me perguntarem talvez eu responda de primeira, ou erre o tempo de bola e transforme isso numa voadora.

O gordo é um bicho q sofre com a crueldade alheia, afinal o calcanhar de aquiles está ali no primeiro plano. Qquer que seja o debate o nervo a mostra pede uma dedada: Eu prefiro verde, eu gosto de azul e você seu gordo qual acha melhor? Poxa adorei aquele filme, eu também. Poxa gente, aquele filme tem um roteiro fraco... Porra gordo vc é muito chato. Já fui a um show em q na hora da jam (momento em q os artistas improvisam) todos iam solando em cima do tema, piano, bateria, sax e um baixista gordo. Todos se apresentaram, qdo chegou a vez do gordo solar, dois passinhos a frente, um slap com harmonico engatando um grito da platéia: AE GORDÃO!. Dois passinhos atrás e o solo acabou com o gordo tristinho. Na hora do time contra, gordo fica barrado, ou é levado com ódio pelo perdedor do par ou ímpar. É condenado ao gol e fica ali, com seu shortinho cavado tomando bolada. Enfim, muitos são os exemplos.

Qdo o maldito consegue emagrecer se transforma num tirano. Repara no q os outros comem, fala mal de tudo, entra numa de Cromwell das calorias. E lógico, pensa em suas pequenas vinganças e acaba exercendo seu pequeno poder em seus pares.

No caso mais específico do gastroplastizado, acho isso mais grave ainda. A maioria acredita q estirpar o estomago foi a cura da doença. Em pouco tempo alcança bons resultados, joga fora os sacos q usava como roupas, entra numas, aumenta o convívio social e em pouco tempo cai na tirania e no desbunde. A unica fuga que vejo desta condição é uma certa incorreção, exercer sempre um deboche para si próprio. Tomar conta do próprio metro quadrado. Sinceramente, liberdade tbém é pouco se importar com terceiros. De maneira ampla isso implica em viver e deixar viver. Antes de reparar se o alerta de outra esta ligado, procuro no painel do meu carro se tem algo piscando. Eu sei q posso ajudar outras pessoas, mas primeiro procuro ajudar a mim mesmo, pois sei q nessa vida maluca o mesmo drive de ajudar o outro passa pela crítica e a intromissão na vida alheia. Nem sempre vale a pena essa intervenção.

Coma seu gordo e seja feliz!

terça-feira, março 02, 2010

Equilíbrios, amigos e papo furado.


Tinha um tempo longo que não encontrava meus chapas de priscas eras. Neste fds eles me convidaram para a sessão inaugural da confraria de cerveja q eles estão começando. Eles sabem q eu não bebo nada com bolhas, logo no convite veio a indicação de levar o q eu quisesse beber, comer e levar uma cerveja de boa qualidade. Faltar seria um vacilo e mais um pedido de entrar no esquecimento do grupo.
Fui na lidador encontrei um vinho q há muito queria experimentar, um sirah argentino e levei duas latinhas alemãs. Com dois pacotes de biscoito polvilho, cheguei fui bem recebido e passei uma noite divertida com uma rapaziada boa praça.

Eu mantenho minha dieta em cima, quase não espirro fora do vaso. É engraçado como de maneira jocosa, as pessoas alertam a vc q tal coisa não pode. Ou então qdo vc reencontra outros gastroplastizados satisfeitos com o q já consideram o sucesso, te acusarem de estar emagrecendo muito, pouco, nada e agora inventaram a tal de Ortorexia. Cuidar do próprio quintal q é bom neguinho evita. Todos se consideram equlibrados.

Uma coisa q eu tenho certeza é q um cara q precisou de gastroplastia nunca será é equlibrado. IMC alto pra operar, significa prlo menos 50% de peso acima do normal. Nào se chega a isso por uma ou outra rosquinha com creme. É abuso alimentar, preguiça, genética desfavorável, ansiedades, pratos cheios e frescura com comida, tudo ao mesmo tempo em difernetes proporções. Alguns acham q tiram PhD com a experiencia. Não tiram, viram apenas estatística. Cada ano vencido dentro da normalidade é um ano difícil. Nào tem magia, é suor, gasto de oxigenio e dieta. Pra alguem q nunca teve cuidados maiores com a aparencia isso pode virar um inferno.

Voltando ao meu metro quadrado, posso garantir q uma garrafinha de vinho hj em dia faz o serviço de 5 litros de outrora. Eu, consigo me divertir sem beber e vou continuar na maioria das vezes fazendo isso, mas um vinhozinho bíblico pode e deve fazer parte de celebrações e encontros. Não comi e nem pretendo voltar a comer carne de bicho q anda, nào bebo nada com bolhas e coisas de padoca. Evito glúten. Sou chato com o q como, isso é o fato novo. Nunca fui, era um cara bom de garfo, discípulo de uma vida sem frescura, beberia Cintra numa boa. Continuo tosco, mas seletivo com o q vai pela mesa.

Acreditar no desequilíbrio, me faz cuidar do meu próprio balanço, estar atento a ele. Saber das limitações e fraquezas ajuda a conviver com elas. Obesidade no meu caso é uma doença cronica. Eu só posso no maximo controlá-la. Vence-la jamais. Ao mesmo tempo, sei q o mundo está aí fora, não posso me isolar de tudo. Já perdi muita coisa por conta de banha e esta porcaria toda q vem com ela.

Além do mais, se eu não jogar o bumerangue, nunca vou saber se ele volta para as minhas mãos. As vezes tenho de encarar meus medos e fraquezas. Uma garrafa de vinho com um pacote de biscoito polvilho, evaporam em duas horinhas de oxigenio queimado e a banha nem gruda na carcaça com o esquema alimentar seguido.

Toca DRI na vitrola aí seus malditos!

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente