terça-feira, abril 27, 2010

Mochila cheia e outros desejos

Toda vez que se marca uma trilha, rola aquela perguntinha básica o q levar?
Essa parada ainda é mais grave pra gordos em dieta e operados como eu. Aqui posso dizer q a minha pequena experiencia indica q o lance é levar aquilo q importa realmente. Afinal todo peso extra é vc quem carrega mesmo. Se esta de dieta então, o lastro de banha ja vem de fábrica, pra q carregar ainda mais nas costas? O Basico é pensar q a cada hora meio litrinho de água e uma barrinha ou saquinho de gel (exceed) seguram a onda muito bem. É bacana, levar uma quantidade extra pra trocas e ofertas mesmo, no alto da pedra um docinho vale ouro. Vale a pena um gatorade pro fim da ida, ou ponto mais alto. Tbém pode ser bacana manter um lance especial no farnel pra comer no objetivo principal. Os meus atualmente são os powerbar chocolate fudge. Barrinha de proteína no comando.
Um cuidado q eu tenho é de não experimentar mais de uma coisa numa trilha, se a trilha é nova eu não posso comer nada q eu não tenha comido antes. Um chocolate comum pode dar um revertério. Isso nunca me aconteceu, mas é possível. Eu uso uma camisa de dryfit manga longa e uma calça/bermuda sem as pernas. Se o início da trilha é fria, tenha certeza q em 10 ou 15 minutos, isso muda. O lance é não ficar de trololó e botar o coração pra bater. Se dá pra falar, dá pra andar mais rápido. Papo furado é em boteco, trilha é pra bufar e purgar as arrobas. Isso é um bom medidor de bpm. Vc tem q falar com dificuldade se estiver no ritmo bom. Voltando a vestimenta, um boné na careca e uma boa bota com a melhor meia possível. Uma meia de treking custa por baixo o preço de um sacão de 6 pares daqueles de loja de departamento, mas vale cada centavo. O pé fica seco e ela melhora ate mesmo uma bota meia boca como a minha (FILA CRUEL COM OS PÉS). A camisa manga longa de dryfit pode parecer exagero em dias de verão, mas não é. Vc gasta menos sundown e se protege de mosquitos, é sempre legal dar uma carga de repelente nas próprias roupas, boné inclusive. O dryfit puxa o suor q evapora no caminho e ao mesmo tempo evita a troca de calor direta da pele com o ambiente. Se estiver frio mesmo, jogue uma camisa por cima e vire uma cebola. Na trilha o q importa são as camadas, com um cortavento por último, cortavento/anorak/capadechuva garante o calor. Vale a pena tbem investir numa bermuda de suplex tbém. Sungas e cuecas de cotton tem suas desvantagens. Uma em longas caminhadas pode assar os ovos, as de cotton molham e demoram a secar, cozinhando as bolas no vapor.
A boa mochila tem ajuste peitoral e barrigueira. Tbem tenho uma pochetona sem estilo, contudo bastante útil. Detesto tirar o mochilão das costas.
No final de tudo é bacana uma roupa leve e seca, se puder um chinelão ou crocs aliviam as patas do animal.
Acessórios e extras, uma coisa q preciso descolar urgente é um fogareiro, um café quente no alto do morro não tem preço. Outra coisa é um cartão de memória maior pra minha camera, ainda não cheguei a ficar sem espaço no q tenho, mas com pernoite eu sei q chego lá. Lanternas, canivete, panelas, saco de dormir, isolante térmico e uma barraquinha bivakeira é o q tenho atualmente. Mes q vem encaro duas jornadas pra testar estas jostas. A teoria está em curso e funcionando. Até lá.

Nenhum comentário:

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente