domingo, agosto 16, 2009

Medos na hora das refeições

Comer na rua nunca mais será a mesma coisa. A hora de comer sempre foi esperada com certa pompa e circunstância. Qdo eu era moleque ia almoçar no Oxalá com meu Pai, quase sempre comia uma moqueca de peixe e ele uma galinha ao molho pardo. Era quase uma celebração, mas era comida para 4 pessoas. As vezes ainda dividiamos uma frigideira de camarão, depois disso um pedaço de pudim. O Oxalá acabou, restam estas lembranças.

Hj em dia a hora do almoço tbém é esperada, na rua com alguma apreensão. Geralmente procuro um resturante a Kilo, como por volta de 200 gramas q já é um tanto ridículo prum cara de 1.89m bico largo. Coloco coisas cozidas ou assadas, evito as frituras e a tríade do mal, nem pensar, mas peixes assados as vezes batem mal.


Quase sempre algo bate mal, não sei se tem óleo a mais em comida de rua, não sei se como mais rápido, mas sempre algo desce atravessado. Além disso, sopas e cremes são mais difíceis de achar em bufet de rua. Em casa, continuo cozinhando sem óleo, tempero bem os alimentos, mas não uso óleo. Mesmo pouco, as comidas de bufet, mesmo as saladas estão lá, brilhando como cabelo do James Brown.

Outra coisa q me é estranha hj em dia é ver outras pessoas comendo, uma mistura de náusea e inveja, sei q tenho de comer, mastigar bem, mas esta mistura compromete minha paz na hora de comer na rua. Junte a isso uma certa paranóia de estar comendo o q não deve, q seria melhor estar andando. Mas comer faz parte do processo de emagrecer, é lenha pra fogueira, é tijolo de reconstrução muscular. De cabeça afria é fácil falar. Mas na hora de comer, isso tudo se mistura. Por enquanto, isso tem me ajudado, como pouco e ainda não dei moleza com a tríade (carnes de bichos q andam, coisas de padaria e bebidas com bolhas, repeti pel n-ésima vez!).

Em casa a batida é mais tranquila, sucos, vitaminas, café, whey, feijão e arroz integral, sopas e legumes, são base do q ando comendo. Eu to bem, subindo o alto de 4 a 5 vezes por semana, sendo q na semana do medico eu vou fazer isso 6X, indo novamente a consulta a pé. Já fui uma vez, aprendi o caminho.

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi...

Li todos de onde eu parei até aki... e como sempre adoro o q vc escreve . confesso q é sempre bom ler sobre algo q temo mto enfrentar...mais cedo ou tarde terei q fazer isso.

O fato é q mtos se dislumbram c esse tratamento, acho q outros piram e poucos se mantem conscientes do q está acontecendo...eu acredito q vc é uma das poucas pessoas conscientes q eu conheci q fez este tratamento...sabe mto bem o q tudo isso implica pra vc. Por isso q eu leio e sempre admiro a sua coragem e sua "sanidade" qdo relata seus medos , talvez , nóias ( quem não as tem nesta vida ) e suas vitórias ;)

Pra vc deixo esta citação q tb combina c vc : "Dentro de mim morreram muitos tigres. Os que ficaram no entanto, são livres." Lau Siqueira

Bjks e siga em frente ;)...como sempre torço por vc! :D ( suzana)

Anônimo disse...

Caraca!!! E eu achando que só eu me sentia estranha em relação a comer fora... ou pedir comida de fora... das varias vezes que comi em restaurantes diversos, do natureba ao fast food, e em todos passei mal, uma agonia miserável misturada ao sentimento de: "por que voce insiste em comer fora?".
Bem, vamos pra frente, morro acima e saude à postos, um dia a gente aprende.
Sucesso bonitao! Voce é a fonte de inspiração de muitos que começam essa longa caminhada, valeu por dar sempre um exemplo de coragem e disciplina a ser seguido, beijinhos! Vera Calvão

TopBlog 2013

Gente que vai, gente que vem

Partizan FK do Andaraí

Partizan FK do Andaraí
Meu time de botão.

Pedra da Gávea 2011

Pedra da Gávea 2011
27.03.2011 powered by TRJ

Contadores do Obesity Help

Caminhando em 2010

Caminhando em 2010
Morro dos Cabritos - 9.01.2010

Flag Counter

free counters

Grutas em Maricá

Grutas em Maricá
20.01.2010

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ

Alto Mourão - Parque Nacional da Tiririca - Niterói/RJ
31.01.2010 - Alto Mourão - Niterói/RJ

Armadilhas Orais

Margarinas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes: esses alimentos são ricos em gordura hidrogenada, portanto, aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom colesterol (que protege as artérias). Pele de aves, bacon, toucinho, gordura aparente das carnes: esses queridinhos do paladar masculino são ricos em gordura animal. Por isso, aumentam o colesterol e podem prejudicar a saúde cardiovascular. Café ou chá preto em excesso: pensa que só porque está colocando adoçante tudo está salvo? Essas bebidas contêm cafeína, que podem, em altas doses, favorecer o aumento da pressão arterial e dificultar o sono, além de provocar dor de cabeça em indivíduos sensíveis. Temperos prontos: esse ingrediente contém glutamato monossódico e conservantes que, se consumidos habitualmente, podem sobrecarregar a função hepática. Açúcar simples e doces: eles aumentam a glicemia e podem, no futuro, alterar a ação da insulina e serem uma das causas de síndrome metabólica (conjunto de doenças que aumentam as chances de doenças cardiovasculares). Alimentos industrializados e conservas: esses alimentos ou petiscos podem aumentar a pressão arterial, além de outros males à saúde, dependendo da opção, pois são muito gordurosos. Embutidos: os embutidos (salsicha, linguiça, salame), além de serem muito salgados e gordurosos, contêm nitrato na sua composição e essa substância pode causar enxaqueca. Bebidas alcoólicas: ninguém está te proibindo de tomar um copinho ou outro de vez em quando. Mas o hábito sobrecarrega o fígado e pode prejudicar, inclusive, a função cerebral. Frituras: principalmente as que comemos na rua, como pastel, você deve deixar de lado. O óleo é reaquecido diversas vezes, podendo causar a oxidação da gordura, o que é prejudicial para a circulação sanguínea. Isso não significa que em casa está liberado. Evite! Refrigerantes: essas bebidas, mesmo as que não têm açúcar, não são uma boa opção. Eles possuem muitos conservantes, corantes, estabilizantes (e alguns, também, adoçantes). Essas substâncias sobrecarregam o fígado para que sejam eliminadas. Além disso, alguns possuem cafeína também.

Diga não a NanoFobia

Diga não a NanoFobia
Adote um anão

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG

Carnaval 2010 - São João Nepomuceno/MG
Cachoeira da Fumaça - São João Nepomuceno/ MG - Carnaval - 12-16/02/2010

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá - RJ/RJ

Parque Estadual da Pedra Branca - Jacarepaguá  - RJ/RJ
Travessia Pau da Fome/ Camorim - 1/05/2010

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ

Peito do Pombo - Barra do Sana - Macaé/RJ
Powered by Trilhas RJ - 15 e 16 de maio de 2010

Travessia Tijuca X Jacarepaguá

Travessia Tijuca X Jacarepaguá
Powered by Trilhas RJ - 8.8.2010

Blog do FutMesa Dadinho do Mecão

Dicas para uma dieta bacana

Comer bem não significa viver à base de produtos light e diet. Uma alimentação saudável contém mais produtos naturais e menos industrializados. Deve ter mais variedade e menos quantidade.

- Ficar muito tempo em jejum trava o metabolismo. Sem energia, o organismo passa a poupá-la. Alimentar-se a cada três ou quatro horas (cinco a seis refeições ao dia) é essencial para ter disposição e saúde e também para emagrecer.

- Começar o dia tomando café e se alimentando com carboidratos (como pães e frutas) é uma opção inteligente porque esse nutriente é fonte de glicose e energia. O cérebro só se abastece de glicose.

- Ao meio-dia, é estratégico comer proteína (carnes). Devido às suas propriedades nutricionais, o alimento evita a sensação de sonolência após o almoço. À noite, ao contrário do que pregam muitas dietas radicais, os carboidratos são opção porque estimulam os hormônios do sono e do bem-estar.

- Preparar-se para fazer lanches entre as refeições é simples. Não é motivo de vergonha levar um sanduíche com pão integral ao trabalho. "Na hora da fome ninguém pensa e, sem nenhum alimento saudável à vista, é mais fácil se render às guloseimas", diz Tatiana.

- A proteína do soro do leite (whey protein) pode ser introduzida sem medo na alimentação. É um produto industrializado, mas de alto valor biológico (150%) e de fácil digestão.

- Para conquistar uma vida saudável, combine alimentação equilibrada com a prática de exercícios físicos.


As dicas são da nutricionista Tatiana Ferraz, de São Paulo para o blog Missão de Peso

TwitPic

Blogs Chapa Quente